• RSS
  • Add to favorites
  • Print
  • email
  • Twitter
  • Facebook
  • Orkut
  • Google Bookmarks
  • del.icio.us
  • Live
29/ 11/ 2012 | Categoria: Comportamento, Mundo, Polêmica

Briga domestica: disputa por vibrador leva ‘mulher’ a agredir namorada com tábua de passar roupas

Casal teria brigado, pois namorada usou vibrador da outra e o ‘escondeu’

 

Carolina do Sul/EUARevoltada após procurar o brinquedo sexual – pênis de borracha –, e não o ter encontrado, Arteesha Donaldson, de 24 anos (foto), agrediu sua namorada, na última terça-feira (27), com uma tábua de passar roupa.

 

Arteesha alegou que brigou com a companheira depois que ela pegou seu vibrador sem avisar.

 

A namorada, Hudson Latoya, de 28 anos, ficou ferida. De acordo com a agressora, no entanto, o objetivo não era acertar a namorada com a tábua, mas sim joga-la no chão. (The Smoking Gun com adaptações)


Nenhum comentário ainda!

Fechado a comentários!





10/ 12/ 2013

Amigos internautas aguardem as novidades

Pedimos desculpas pelos transtornos, pois estamos em reconstrução de nossas páginas para melhor informar.   Já no inicio do ano de 2014 estaremos...

...continue lendo »

10/ 12/ 2013

Amigos internautas aguardem as novidades

Pedimos desculpas pelos transtornos, pois estamos em reconstrução de nossas páginas para melhor informar.   Já no inicio do ano de 2014 estaremos...

...continue lendo »

10/ 12/ 2013

Amigos internautas aguardem as novidades

Pedimos desculpas pelos transtornos, pois estamos em reconstrução de nossas páginas para melhor informar.   Já no inicio do ano de 2014 estaremos...

...continue lendo »

10/ 12/ 2013

Amigos internautas aguardem as novidades

Pedimos desculpas pelos transtornos, pois estamos em reconstrução de nossas páginas para melhor informar.   Já no inicio do ano de 2014 estaremos...

...continue lendo »

10/ 12/ 2013

Amigos internautas aguardem as novidades

Pedimos desculpas pelos transtornos, pois estamos em reconstrução de nossas páginas para melhor informar.   Já no inicio do ano de 2014 estaremos...

...continue lendo »

3/ 12/ 2013

Vai dar cadeia: no Brasil pode-se criticar tudo, menos os políticos e partidos

O texto aprovado pelos parlamentares não diferencia danos à imagem causados por um fato verídico ou provocados por mentiras   Brasília/DF –...

...continue lendo »

24/ 11/ 2013

Policiais Civis goianos em nota oficial fazem esclarecimentos sobre a greve à população

O GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS MENTE E ENGANA TODOS OS GOIANOS   Goiás/Brasil – O atual governo promete, não cumpre e mente, culminando nesta...

...continue lendo »

⇒ Posts Relacionados



⇒ Os Mais Vistos da Semana

  • No results available

⇒ Com a palavra: O Leitor

  • Carla: Tem que morrer, como disse o colega acima, bandido bom é bandido morto.
  • Gustavo Simplicio: Em 1997 aconteceu o mesmo no Ceará, o governador Tasso Jereissati (PSDB) mandou o GATE enfrentar os manifestantes, são todos...
  • Claudio: Morte a eles o mais rápido possível, alias bandido bom é bandido morto.
  • Felix Rodrigues de Moura: Dizem que esse Mesquita é o bambambam da segurança, pelo menos no papel, veio da Policia Federal. Agora vem o...
  • JOSÉ CARLOS: A Falta de efetivo na policia civil data de décadas, porém a atual situação em que se encontram agentes e escrivães se tornou...


⇒ Foi Notícia...


16.11.2010 | 12:32

Comércio virtual: Projeto visa proteger consumidores
Foto: Ilustração/Google Brasília/DF – Se há 20 anos, quando o Código de Defesa do Consumidor (CDC) foi sancionado, o uso da internet...

...continue lendo »



Notcias Atualizadas



Denuncie o trafico internacional de mulheres Diga NAO as drogas Pedofilia e crime - DENUNCIE Denuncias anonimas Delegacia Virtual

Toda pessoa tem direito à verdade. O servidor não pode omiti-la ou falseá-la, ainda que contrária aos interesses da própria interessada ou a da administração pública. Nenhum estado pode crescer ou estabilizar-se sobre o poder corruptivo do hábito do erro, da opressão, ou da mentira que sempre aniquilam até mesmo a dignidade humana quanto mais a de uma nação. (Decreto nº 1171/1994)