• RSS
  • Add to favorites
  • Print
  • email
  • Twitter
  • Facebook
  • Orkut
  • Google Bookmarks
  • del.icio.us
  • Live
22/ 07/ 2011 | Categoria: Polícia, Vídeos

Mulher deixa os filhos trancados no carro em garagem de motel enquanto faz sexo com dois homens

Ana Maria disse que passava pela rua com as crianças e os dois homens, que estariam sentados à mesa de um bar, fizeram o convite para irem ao motel. Ela, então, aceitou. Ana disse que não é prostituta.

Ana Maria disse que passava pela rua com as crianças e os dois homens, que estariam sentados à mesa de um bar, fizeram o convite para irem ao motel. Ela, então, aceitou. Ana disse que não é prostituta.

Aparecida de Goiânia/Goiás Mulher é presa no Motel com dois homens. Ana Maria Nogueira, de 27 anos, foi presa na manhã de ontem (21), em Aparecida de Goiânia, quando saía de um motel em um carro com dois parceiros e dois filhos menores dela [com pais diferentes]. A suspeita é de que Ana Maria tenha praticado o crime de abandono de incapaz ao ter levado as crianças [um menino de 9 meses e uma menina de 6 anos] ao motel. Os menores teriam passado a noite trancados no carro, que ficou no estacionamento, enquanto a mãe e os parceiros dela ficaram na suíte do estabelecimento durante toda a noite e parte do dia fazendo uso de drogas e na orgia sexual.

Um funcionário do motel teria ouvido choro de crianças por volta de 9 horas, e ligou para a Polícia Militar (PM), que enviou uma equipe até o local. Quando os militares chegaram, a mãe, a as crianças e os homens estavam no carro, prontos para saírem, descreveu a titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), delegada de Polícia Myrian Vidal. A delegada ainda ressalta que os homens foram liberados porque perante a lei não cometeram nenhum crime. A partir do momento que foram realizados exames periciais e os laudos do Instituto Médico Legal de Aparecida de Goiânia (IML), constataram que não houve violência sexual contra os menores, os dois foram ouvidos como testemunha e liberados em seguida.

Segundo Myrian Vidal, Ana Maria teria confirmado em depoimento que fez uso de drogas durante o período em que estava na suíte do motel. Ela confirmou que passou a noite com os dois rapazes no quarto. Entre outras atividades, faziam uso de cocaína e bebida alcoólica, contou Vidal. Ana Maria conhecia um dos rapazes há cinco anos, o segundo homem era conhecido há apenas dois meses. Foi confirmado no depoimento de Ana Maria que essa não seria a primeira vez que os três saem juntos.  Vidal acredita que sempre que a mãe sai, com esta finalidade, ela leva as crianças para o motel.

A delegada ainda relata que a mulher contou ter encontrado os rapazes em um bar, nas proximidades do Buriti Shopping. “Ana Maria disse que passava pela rua com as crianças e os dois, que estariam sentados à mesa, fizeram o convite para irem ao motel. Ela, então, aceitou, disse a delegada. A suspeita ainda relata em depoimento que não é prostituta (?), mas que havia entre ela e os dois homens um triângulo amoroso.

Ana Maria Nogueira, que é natural de Fortaleza, no Ceará, disse em depoimento que não havia parentes dela em Goiânia ou Aparecida. Só havia o pai da filha mais velha, que é separado dela, mas a suspeita me disse que não deixaria os filhos com ele, porque não tinha justificativas para isso, contou Myrian Vidal. A delegada ainda disse que o pai da menina deve ficar com as crianças. Entramos em contato com ele, que ficará com os filhos dela enquanto a mãe estiver encarcerada. Assista ao vídeo:

A pena pelo crime de abandono de incapaz é de seis meses a três anos de detenção, mas é acrescentado um ano pelo agravante da autora do crime ser mãe das vítimas.

As crianças seriam entregues ao Conselho Tutelar, que providenciaria um abrigo para ambas em Goiânia ou Aparecida, mas pelas condições de estarem bem tratadas (trancadas dentro de carros enquanto a ‘mãe’ fica no motel), Myrian Vidal preferiu não tirar os menores do ceio familiar. Ainda que tenha ocorrido esse episódio, temos a certeza de que as crianças são bem cuidadas. Se fossem para um abrigo, Ana Maria não teria essas crianças de volta tão cedo. Preferi que elas fiquem com o pai e padrasto até que a mãe possa responder em liberdade, disse a delegada.

Myrian ainda afirmou que a pena dada à Ana Maria é passível de fiança. A delegada arbitrou um salário mínimo como valor. A suspeita informou ser desempregada e não possuir renda. Perante a lei, o valor de fiança é baseado no salário mensal do autor do crime, mas como a renda de Ana Maria é zero, estipulei um valor simbólico, explicou. Myrian disse que a autora não possui condições de pagar a fiança. Acho que quem pagará é o pai da menina, já que ela não tem condições.

 

Atualizada em 22/07/2011 – às 12h
Vai entender este povo
Livre leve e solta: ex-marido paga fiança e mãe volta pra casa. Ana Maria foi solta na manhã desta sexta-feira (22). Segundo a polícia, seu ex-marido, que é o pai de uma das crianças [a menina de seis anos], pagou a fiança de um salário mínimo. (Diário da Manhã/R7 com adaptações)


Nenhum comentário ainda!

Fechado a comentários!





10/ 12/ 2013

Amigos internautas aguardem as novidades

Pedimos desculpas pelos transtornos, pois estamos em reconstrução de nossas páginas para melhor informar.   Já no inicio do ano de 2014 estaremos...

...continue lendo »

10/ 12/ 2013

Amigos internautas aguardem as novidades

Pedimos desculpas pelos transtornos, pois estamos em reconstrução de nossas páginas para melhor informar.   Já no inicio do ano de 2014 estaremos...

...continue lendo »

10/ 12/ 2013

Amigos internautas aguardem as novidades

Pedimos desculpas pelos transtornos, pois estamos em reconstrução de nossas páginas para melhor informar.   Já no inicio do ano de 2014 estaremos...

...continue lendo »

10/ 12/ 2013

Amigos internautas aguardem as novidades

Pedimos desculpas pelos transtornos, pois estamos em reconstrução de nossas páginas para melhor informar.   Já no inicio do ano de 2014 estaremos...

...continue lendo »

10/ 12/ 2013

Amigos internautas aguardem as novidades

Pedimos desculpas pelos transtornos, pois estamos em reconstrução de nossas páginas para melhor informar.   Já no inicio do ano de 2014 estaremos...

...continue lendo »

3/ 12/ 2013

Vai dar cadeia: no Brasil pode-se criticar tudo, menos os políticos e partidos

O texto aprovado pelos parlamentares não diferencia danos à imagem causados por um fato verídico ou provocados por mentiras   Brasília/DF –...

...continue lendo »

24/ 11/ 2013

Policiais Civis goianos em nota oficial fazem esclarecimentos sobre a greve à população

O GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS MENTE E ENGANA TODOS OS GOIANOS   Goiás/Brasil – O atual governo promete, não cumpre e mente, culminando nesta...

...continue lendo »

⇒ Posts Relacionados


 


⇒ Os Mais Vistos da Semana

  • No results available

⇒ Com a palavra: O Leitor

  • Carla: Tem que morrer, como disse o colega acima, bandido bom é bandido morto.
  • Gustavo Simplicio: Em 1997 aconteceu o mesmo no Ceará, o governador Tasso Jereissati (PSDB) mandou o GATE enfrentar os manifestantes, são todos...
  • Claudio: Morte a eles o mais rápido possível, alias bandido bom é bandido morto.
  • Felix Rodrigues de Moura: Dizem que esse Mesquita é o bambambam da segurança, pelo menos no papel, veio da Policia Federal. Agora vem o...
  • JOSÉ CARLOS: A Falta de efetivo na policia civil data de décadas, porém a atual situação em que se encontram agentes e escrivães se tornou...


⇒ Foi Notícia...


06.05.2013 | 20:06

Para se vingar da ex-mulher ‘homem’ confessa ter degolado e estuprado o próprio filho de 1 ano
Foto: Reprodução/R7 Ele teria levado o menino até um matagal onde acabou cortando o pescoço da criança; ao ser capturado, o jovem ainda...

...continue lendo »



Notcias Atualizadas



Denuncie o trafico internacional de mulheres Diga NAO as drogas Pedofilia e crime - DENUNCIE Denuncias anonimas Delegacia Virtual

Toda pessoa tem direito à verdade. O servidor não pode omiti-la ou falseá-la, ainda que contrária aos interesses da própria interessada ou a da administração pública. Nenhum estado pode crescer ou estabilizar-se sobre o poder corruptivo do hábito do erro, da opressão, ou da mentira que sempre aniquilam até mesmo a dignidade humana quanto mais a de uma nação. (Decreto nº 1171/1994)